2ª conferência da Ubuntu Global Network

Na primeira semana de abril, realizou-se a 2ª conferência da Ubuntu Global Network, em Cape Town - África do Sul.


Foram seis dias numa viagem em torno da filosofia Ubuntu e do que pode representar para o nosso mundo este paradigma de construção de uma sociedade "arco-íris", estruturada na capacidade de diálogo e de colaboração, através do reconhecimento do Outro que me completa ("Eu só posso ser Pessoa, através das outras Pessoas").
A conferência contou com a presença de Willie Esterhuyse (Stellenbosch University), que teve um papel fulcral nas negociações secretas entre o ANC (African National Congress) e o regime do Apartheid, e Christo Brand, um dos guardas de Mandela em Robben Island.
Visitamos projetos de intervenção comunitária na zona de Cape Town, estivemos com membros da Comissão Verdade e Reconciliação da África do Sul e com o director-geral da Fundação Desmond Tutu.
Uma semana recheada de sentido, reforçando a importância de levar a filosofia Ubuntu a cada vez mais pessoas.

Círculo Ubuntu em Robben Island

Fotografia: Círculo Ubuntu, em Robben Island, junto à pedreira onde Nelson Mandela e os restantes prisioneiros políticos eram sujeitos a trabalhos forçados.